domingo, 16 de novembro de 2008

CONTROL.

"Dir-se-ia que suas asas esbranquiçadas , atadas por fortes presilhas, tem nervos de aço, de tal forma fendem o ar com facilidade. Seu corpo começa por um busto de tigre e termina por uma longa cauda de serpente. Não estou habituado a ver tais coisas".
( "Cantos de Maldoror", LAUTRÉAMONT)
º



Maravilhas acontecem em um quarto com as asas da janela semi-abertas. Caduquez precoce, tudo de bom é bastante pouco.
Mas cada segundo vivido deve ser deixado passar, mesmo que na imobilidade de acender um cigarro atrás do outro, sabendo ser usura de tempo, que não existe muito mais o que fazer, a cerveja gelada.
As garotas andam maledicentes mudas humoradas, as que ainda não estão em cadeiras-de-rodas motorizadas pela alta técnica de seus namorados com tração nos quatro membros.
- Sabe, não é bem assim, acho que você sempre exagera.
- As asas da janela, tenho que abrir um pouco, o sol está se enfiando atrás de uma nuvem bem sinistra.
- E a nossa viagem ?!
- Durante um ano eu vivi andando de ônibus no mesmo ritmo e em determinada curva longa, eu de janelinha sem asas, apenas o cheiro enjoativo dos beiconzitos anominais das crianças vomitivas, eu olhava para bem alto, nos ângulos superiores do vidro e via o céu, e lá eu me via em uma viagem com alguém que valesse as penas e atritos, mas existia aquele cheiro a vida em seus segundos e minutos de que eu abdico, beiconzitos oleosos ( no sul chamam sabiamente de GRAXA), as mães conversando com o celular, a criança vomitando nos pés de trabalhadores olhos fechados sonhando com as prostitutas oriundas do décimno terceiro relativo ao tempo de férias vezes os dias contados em fração de horas extras e computadores epilépticos. Por isso eu olhava para a janela e via que atravessava nuvens de fumaça e reencontrava antigos segundos, minutos, areias, praias, correr atrás da bola em um vôlei improvisado de camarões assados, mar azul, bundas deliciosas, almas perfumadas sem bacon, bem antes de vestibular e do enfisema e do Alzheimer da minha mãe. Ela era muito parecida com a Malu Mader, sabe, mas ainda sem clínicas de desintoxicação e urinol.
- Sabe que agora o check-in pode ser feito em terminais eletrônicos nos aeroportos. Uma amiga minha me falou de um lugar delicioso logo depois da fronteira com Goiás.
- Forneira? Eu me atrapalhei todo com contas bancárias, cpf, relógios calcificados e cartões de fidelidade e pontuação atmosférica e universitária, em carreira acadêmica ou essas escadas rolantes de sexo oral nas instâncias vídeos amadores do "secretária do chefe". Escadas rolantes e Escalas De Qualidade de Vida, esse tipo de piada.
- Ainda é muito recente para eu me envolver com alguém, eu ainda amo ele outro. OU eu ainda sou muito tímida para me esfregar na dianteira. OU não é estrategicamente no tempo de agir, eclesiastes. Por isso falo em férias e em uma maneira subterfúgia de sermos felizes. Óperas ao amanhecer.
-BEICONZITOS.
- Façamos um trato até o ano que vem, penso no assunto se você não voltar a fazer aquelas coisas abomináveis.
- Eu apenas me atrapalhei pela arte da solidão maravilhosa, marte de peles, em acertar a fração ofuscante e luminosa das asas da janela com o perfume escolhido por mim: celular desligado, suor da nudez, inapetência do choro se divertindo na trava da garganta...
- Não é isso que quero. Vou procurar uma cadeira de rodas, nem que seja de segunda-mão, pernas, braços, sexo, alma, credo.
- Corra atrás de seus sonhos. É de menino que se torce o pepino geneticamente alterado na fumaça. Uma idéia na cabeça, uma câmera na mão. Na saúde e na doença.
- Eu vou embora.
- Nunca esteve aqui, ou seria OUTRA.
- Você precisa de alguns exames de sangue, urina e espermograma. Cem gramas de queijo do Exército da Salvação na sopa.
- Preciso acertar algumas coisas com as asas do sol e das tempestades vindouras, com licença.
- Nâo deixe seu tempo passar apenas assim...
- Cansativa. Boring, Boring...me traz uma cerveja e vá até um caixa eletrônico salvar sua vida, garota.
- Sabia que estão espalhando coisas e beiconzitos contra você ? Até mesmo telefones celulares com suco gástrico !
- Deixe-me estar. Sabia que estou espalhando asas no vento, no fogo, na terra , na água e nos meus dentes ?
- Incorrigível !
E a GAROTA foi mal-humorada comprar uma camiseta com slogan e senha empregatícia, contrato higiênico e covarde cinza borrado.
Um pouco mais de sol, assim, de gelo, seco isso, as chuvas dos vulcões entram na minha corrente sanguínea, molhe DURO.
Eterna curva
pontual
para o alto daqui:
Maravilhas descadeadas.
º

18 comentários:

Izabel Xarru disse...

um texto que dói.

Anônimo disse...

prometo abraçar em silêncio.
t.

Anônimo disse...

Te invejo por tuas asas.
Mas inveja que mobiliza pelas minhas.

Grazzi em ContRo disse...

Às vezes o medo tá certo. Às vezes não..

Anônimo disse...

...cada um sabe a asa que tem,
ou não.
Pode ser só o vento...velando...

bjo

SAMANTHA ABREU disse...

o control das asas? das próprias e das do sol? você sabe bem, sweety.
Aut-Control-Wings.
Delícia de se ver pela janela, nem que seja essa aqui, do Windows Explorer.
E sabe qual slogan imagino na camisetinha "baby look" da garota?
"Fuck me and I shut up".
ahahahahaha

beijo-te.

Anônimo disse...

Seja forte, seja forte, seja forte.
Eu oro por ti, vibro em ondas boas por ti.

Dense M.

b disse...

É comum ter vergonha dos semelhantes ao ponto de não haver quaiquer semelhanças.
Ainda bem que existem asas, um olhar direcionado ao céu e o cigarro a acender, prá poder fugir pela rota da fumaça.

b disse...

É comum ter vergonha do semelhante ao ponto de não haver quaiquer semelhanças.
Ainda bem que tens um olhar direcionado ao céu, um cigarro a acender, prá poder fugir pela rota da fumaça.

bl disse...

Já fiz merda por causa da merda da "oi".
Postei 2 vezes.
Interprete então de 2 modos.
Quero dizer que gostei.
Continue.
A rota da fumaça é sempre amiga.
( Os naturebas que me desculpem, mas fumar é fundamental)

Gí disse...

Isso de asas e sol me lembra o Sonho de Ícaro, por isso eu sonho.
É preciso coragem pra voar sabendo que as asas vão queimar, e nem é o sol, e nem a brasa do cigarro, quem queima é quem não pode voar... Pq é doloroso assistir ao vôo de alguém estando preso em uma gaiola... Coragem e resistência é isso que leio...

enten katsudatsu disse...

falo
de quem fala
enquanto pita
muito além
daquilo que é falo

Cássio Amaral.

Paty VN disse...

já abri as asas de minha janela!
Delícia...tava com saudade disso aqui.
bjo

Duda Bukowski disse...

POrra, cara!! Adoro teus textos!!
"- Cansativa. Boring, Boring...me traz uma cerveja e vá até um caixa eletrônico salvar sua vida, garota. "
Me fode a cara!!
hahahahaha

Riuston - Livraria Cultura disse...

oi Paulo, como vai?

Nesta sexta e sábado, dias 28 e 29, a Livraria Cultura preparou um projeto bem bacana chamado Vira Cultura. A loja do Conjunto Nacional, em São Paulo, vai “virar a noite” e ficará aberta durante 37 horas. Será possível assistir a vários eventos literários, de arte, teatro e música, o dia e a noite, tudo gratuito.

Dentre os eventos, teremos leitura de trechos do clássico de Dostoiévski, Os irmãos Karamazov, em comemoração à nova edição, entre outros lançamentos e encontros com autores.

Será um prazer ter você conosco! Se puder ajudar a divulgar aos seus leitores, também agradeço! É uma super dica para quem gosta de literatura!

Se precisar de mais informações, só falar!

um abração e obrigado!

www.riuston.com.br

Anônimo disse...

LINDO, LINDO, DEMAIS, COMO ERA HÁ DOIS ANOS ATRÁS E ATÉ O ROSTO PARECE TER VOLTADO AO NORMAL, COM AQUELE PINK- ( SERÁ DE UMA CARDIOPATIA?) QUE MILAGROSAMENTE TINHA DADO UM DIBLÊ NA MORTE. É BOM TER VOCÊ DE VOLTA. ESTAMOS EM FESTA, PREPARANDO O CAMINHO ASCENDENTE, FLORIDO E TAMBÉM COM ODOR DE ENXOFRE.É SÓ CONTINUAR CAMINHANDO. LENDO A " LITERATURA ANTERIOR" SÓ MUDOU, ALÉM DAQUELE ESTILO MAIS IRÔNICO, SARCÁSTICO E CONFUSO DE PROPÓSITO, FERINDO DE MORTE TODOS. A PATOLOLOGIA DE SUA GERADORA QUE AGORA TEM UMA DEMÊNCIA DEGENERATIVA E CERTAMENTE, POR BONDADE DO DEMÔNIO OU DE DEUS, TALVEZ PIORE RAPIDAMENTE E NÃO VAI SE DAR CONTA DA SUA E DE SEU GLAMOROSO SUCESSO. QUE PENA, MAS QUEM TE ACOMPANHA ESTENDE DESDE AGORA O TAPETE, VERMELHO-SANGUE E PREPARA A ESTRADA CONVERGENTE DA GRANDE VITORIA FINAL, QUE PODERIA TER ACONTECIDO ANTES. MALDITO "GAP" QUE NOS PRIVOU DE SUA LUCIDEZ POÉTICA, MAS QUE AGORA ESTÁ DE VOLTA.TÁ NA CARA, NÉ? QUE BOM E PARABÉNS POR TER TOMADO A DECISÃO DE RETORNAR COM TODA FORÇA.

Anônimo disse...

Protesto!!!
Revisão!!!
Política ????
E...º

D.J CHEECH disse...

mas q maravilha !!

se liga no lance

http://mixtape21.blogspot.com