domingo, 24 de junho de 2007

O ódio é uma virtude.


" no espelho
não vejo
meu guarda-costas"
( marcos prado)

Coloco minha língua de serpente bifurcada pra fora,

ela pega no enxofre

sua família, seus ideais, suas virtudes e tudo isso é apenas o que segrega o clítoris oblongo,

da sua coisinha resguardada, que gosto bom, o sonho, melhor-à-me o real,

na festa do dia das mães, eu estou te olhando e sei bem e você sabe bem, quando lambo o sorvete,

e em apenas uma única linguada, todo corante, acidulante, verdejante, pingam na cabeça daquela criança negra imbecil judaica pequena homossexual, ou apenas corretamente familiar,

que é um verdadeiro muro de bosta entre meu caralho e sua cona.

Não tenho mais saco nem idade pras meias-palavras. Salva-vidas idem.

Você disse que não tem medo, que eu sou o medo, então prove isso e estarei esperando com o mastro duro entre as mãos de calo e manicômio, sem dar explicações para esse mordomo-fantasma que sempre passa as notícias da sua vulgaridade amorosa para mamãe-papai-marido-consciência...

...afinal, o que é uma trepada perto da crise de moral ?

Nada.

Você que não pensa.

Mas se eu colher flores e escolher bombons da ilusória árvore de cacau amarradinho e disser que vamos fazer amor,

você relaxa;

eu não relaxo,

eu ganho minha ninharia por hora, você me diz que não tenho tempo, ( então pague minhas férias de te foder ),

e eu completo: não tenho tempo a perder.

Se houver algo diferente do orgasmo e poesia,

no que você me oferece,

eu apenas meto uma bala na minha cabeça cabelo, sua cabeça espelho

e hoje, saiba, estou exausto,

e estar exausto, no meu contexto,

é o mesmo que estar pronto para explodir tudo, TUDO,

sua família, tua bondade de aceitar um ex-drogado no seio tetinha da sua buceta,

na bondade de seu sorrido e seu pouca-coisa com CIC fora do SERASA:

- Pode respirar por um tempo, Condenado, que eu deixo, a Lei deixa, a Psiquiatria( não uso nada, parei, não uso nada, padre, até quando suportar os olhares caixão, compaixão dos vizinhos e mesmo as relutâncias de quem diz me amar?) deixa...

Como não antever que isso uma hora vai cansar

e que um tipo petulante e criminoso como eu,

vai mesmo, sem dúvida, sem aviso prévio,

puxar o gatilho bem onde seu ovário

está cheio de durex's, e neles,

as fotos dos seus momentos mais fingidamente felizes, monumentos de mulherzinha certa ?

Explodo teu útero com a minha porra gosma engula Alacatraz,

( CHUPA-ME)

e nosso filho será apenas a

porta,

a Porta Capeta,

do Inferno:

sabosoro isso, Kid.

Goze como não goza desde que nasceu.

Sim, eu te explico a semântica de Sade, dos 12o dias de Sodoma,

para isso, apenas me obedeça,

Me obedeça a ti, Kid:

- Fique de quatro e abra essa bunda linda chanel 5 pra mim,

morda uma rosa espinhuda ( poemas fáceis do seu terceiro colegial...),

que agora eu vou entrar, mucosa, fodona,

invite me:

eternidade-sussuro ( " E agora, como vou lidar com a imbecilidade de minha-ninho vida?")

seu desespero suicida("Quero apenas isso para o resto da minha-ilha vida, eu me mataria pra viver assim, nesse quarto de hotel, chiaro-escuro, nesse frigobar, nesse autorama lá embaixo, mais de dez andares, formigas babacas de super-carangos, você sempre aposta alto na altura, nesse formigueiro em que meus antepassados e gente de respeito congelador coração e pica molenga vivem ?")

Estamos fudidos, baby.

Coleque uma moeda. Tire tua roupa de baixo, minha cueca,

Pra você pode ser uma coca light ECOLOGIA, ixe.

Pra mim: escolha outra garrafa d'ataúde de vinho pinguço :::::::>

Gozemos antes que a polícia menestrel-votos-quase-freira ( hipocrisia de vagina ourives delícia na boca minha) apareça, curso de noivos, você bem sabe a baba.

Ai, que tesão ! Amarro a uretra na tua chupada literatura da glande.

°

[ Para a Val e quem mais não gostar: PERDOA-ME POR TUA FRIGIDEZ ]

26 comentários:

Anônimo disse...

Que vontade de dar!
Vou me virar aqui.
Beijo.
Priscilla.

Val Freitas disse...

sabe o que mais? eu assino o que escrevo.
não gostei. ponto.
acho assim,um desperdício, Paulo.
vc pediu pra encarar.
encarei.

Anônimo disse...

é, você sabe que de algum jeito esse seu texto de hoje mexeu comigo de um jeito diferente. muito diferente do que toda essa gente sente, isso é óbvio, mas é que eu quero que você me ajude mais.
excitante demais.
querer é foda.

um beijo de tirar o fôlego!

amo.
Nana

Flávia disse...

Maravilhoso, Paulo!!!!!!!!!!!!!!!! É a melhor que já li,rs, pior que sempre é!!!

Beijos de vontades(com todo o respeito a sua Musa).

Flor*

Special K. disse...

Concordo com a Priscilla.

Ana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ana disse...

Paulo

Questão essencialmente filosófica "...afinal, o que é uma trepada perto da crise de moral?"

Nada?

Aliás, há muito tempo não sei o que é uma crise de moral. A última que tive foi por conta de um homem sem moral, sem escrúpulos e muito, mas muito gostoso. Ele me ensinou que a vida não tem muita coisa virtuosa, por isso engulisse minhas lágrimas de auto-compaixão e ingerisse soda cáustica. Ingeri. Era até gostosinha, fez um buraco pink no estômago e nunca mais tive medo do escuro. Afinal, fiquei cega!

Claro, é uma cegueira de antigos valores. Hoje essa escala não tem mais pontuação pra mim...

Sentir ódio é até bom. Se não causar gastrite, infarto e câncer, tá de bom tamanho.

Falando em tamanho, qual seria o do gatilho? E a bala? Seria sacada da mesma arma que matou Kennedy?

Patricia disse...

Delicia de texto...talvez o mais gostoso de todos q já li.
Diria inspirador (rsrsrs) causador de vontades!

bjos

PatyVN

Linn disse...

o caminho não é esse! pobre ? gostei..comentar? já vem comentada a raladinha! que fazer ? ler, pular de alegria? alguém lembrou do estrago?
Ainda está com raiva ...
fique bem, te gosto muito!
Olho, vejo, alucino, aperto as mãos, não tenho o direito, não assalto, vou calma ...abençoo!
Eu posso, não duvide!

Bela Figueiredo disse...

uia! tá forte a coisa.

Tila Miranda disse...

Assim, acho que o "...afinal, o que é uma trepada perto da crise de moral ?" salva o lance psicologico da coisa.
Mas, pensando aqui comigo, bem rapidinho, e só comigo, acho que é um podre de quem sabe escrever podres e muitas outras coisas mais.
Gente, minha curiosidade é terrivel...

Val Freitas disse...

ah, Paulo! que gentil!
com dedicatória ainda?
me esquece, vai!
:-P

coisa!

*desperdício é vc não escrever mais demoradamente. isso aqui pareceu uma preliminar. curta. vá entender os punhetas, quis dizer, poetas.*

Florzinha da Espelunca dos Prazeres Como Nunca * disse...

Val,

com todo o "respeito", se isso são preliminares, meu Deus!!! Imagina o que é o sexo-texto de um bom Poeta - escritor, como o Paulo Castro é!!! Poema cheio de aromas, gostos, gozos e fidelidades de prazeres e de idéias tão originais, para poucos entenderem e para muiiiiiiiiiiiiiiiitos serem loucos para também o entenderem...
Relaxa, leia e goze muiiiiiiiiiiiiiito conosco! ;)

Flor*

Paulo Castro disse...

Val:

O importante é que vc voltou.
Que coisa fofa.
Pra uma punheta não se volta.
( Agora nem vai dar as caras ou a bunda )
Valeu, Flor.

Beijos.

°

val freitas disse...

voltei, não vi nada -ademais- e fui.
pronto.

[chega de mortadela no teu sanduba, Paulo.]

poupéezinha disse...

Caraaalhooooo... !!!
Fodaaa- adorei tua intensidade; Pareceu-me uma versão adulta de Bataille, o rapazinho de "A História do Olho" amadureceu..
Compreendo teu grito anarco-conjugal; o problema é que as tendêncas são essencialmente diferentes- mulheres e homens. Não importa o quanto todos teorizem. A única questão em comum é que -- todos mentem. Tampouco importa quais sejam as lendas... o quão libertária(F) ou amorosa(M) sôe a paródia, a mulher volta ao seu instinto do casulo, e o homem, da fuga...
Muito bom cara. Vou voltar mais..
Abçs-

Anônimo disse...

ANTES DE ABRIR A BOCA PARA FALAR E USAR A MÃO PARA ESCREVER BESTEIRA PEGA NO PAU E CHUPA PAULO, SEU VIADINHO.

MOTOBOY (TONHO DA PADARIA)

Obs: FAVOR N CONFUNDIR COM Mané, O MOTOBOY DA PIZZARIA

Anônimo disse...

Eu te xupi e tu me CHUPA, sem amor + com desejo + o dindin que tu me deve de domingo. N me recebeu com medo da oficial (?) que chegou e já estacionou na tua garagem.
N quero nem saber, eu te xupi e tu me CHUPA nem que precise recorrer à métodos pouco convencionais, e lembre-se Dr.: puta boa é puta bem paga e bem chupada.

Flor Bela Spank

Anônimo disse...

What's happened?

Anônimo disse...

What's happened?

Anônimo disse...

Uma missa!

Alfred

poupéezinha disse...

Paulo meu caro-
Primeiramente reitero que o Bataille mencionado é o pequeno adolecente, o amigo de Simone e suas psycho-experiências; seus txts passaram-me a impressão desse figura, já barbudo, 20 anos depois daquele livro, numa jurisdição mais tropical. Ainda adicionaria uma boa dose de Kerouak e todas as suas beat-químicas não-autorizadas.
Depois, queria mencionar que essa pseudo-reveria à linda Florbela estilhaça meu coração.
Bjo meu chapa-

Anônimo disse...

a Vela.
...faz favor.

Florbela Espancada (morta)

Grazziela disse...

Resolvi entrar aqui só pra ler os comentários devido ao texto lá de cima (dizem que curiosidade matou o gato mas quem liga?)
Valeu, morri de rir, e pra um domingo isso é melhor que nem ter nascido.
Agora vou ler o texto do John.

Grazziela disse...

Agora já li o texto.
É...parece mesmo que vc se fudeu, Paulo...só falta acreditar.

Izabel Xarru disse...

Que confusão esses comentários.
E acabou fui lembrar que meu nome tá no SPC por causa de uma conta da NET que chegou 2 meses depois de eu já não morar no AP. Abaixo a Net!